A TERRA É UM SÓ PAÍS

Bem aventurado é o lugar, a casa e o coração e bem aventurado o refúgio, a caverna ou o vale, a terra e o mar, o prado e a ilha, onde se haja feito menção de Deus e celebrado o Seu louvor. -----------------------Bahá'u'lláh ---------------------

terça-feira, março 08, 2005

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Hoje é o Dia Internacional da Mulher!

Porque é que tem que haver dias internacionais de qualquer coisa?
Porque é preciso chamar a atenção para situações que têm que ser modificadas.
Porque é que um dos princípios da Religião Bahá'i é "IGUALDADE DE DIREITOS, DEVERES E OPORTUNIDADES PARA TODAS AS MULHERES?"
Concerteza porque não existia quando a Mensagem foi revelada por Bahá'ullah e infelizmente ainda não existe hoje. Melhorou, mas não desapareceu. As notícias da manhã, ainda hoje diziam que morre 1 mulher da Comunidade europeia, diariamente, por violência doméstica!
As mulheres, mesmo em Portugal, são representadas na Assembleia da Republica, muito minoritáriamente; no Governo, a mesma coisa. Se felizmente, o direito à educação melhorou no nosso país e há muito mais mulheres do que homens, o que é que se passa? Como é que se explicam estas falhas? Preconceitos? Penso que sim!

Nas Comunidades Bahá'is, quando se elege uma Assembleia, quer seja a nível local ou nacional, porque não há campanha eleitoral, os Bahá'is escolhem por voto secreto as pessoas que acham que melhor serviram a Comunidade no ano anterior e nas Assembleias Bahá'is não faltam mulheres, felizmente!

Há que MUDAR MESMO a cultura e entender que a mulher só foi desigual porque não lhe davam a oportunidade de estudar como davam ao homem. Se numa familia havia um rapaz e uma rapariga e só havia dinheiro para mandar um estudar, escolhia-se o rapaz. Felizmente os pais de hoje dão direitos iguais aos seus filhos. As mulheres ascenderam a pulso às posições que estão a adquirir na sociedade nacional e mundial.

Esperemos que o seu contributo na gestão das sociedades seja menos demagógica do que tem sido a que tem sido feita exclusivamente por homens. Os dois juntos, trabalharão, concerteza muito melhor em prol do bem comum.

As mulheres ainda têm o seu dia Internacional porque precisam de apoio mundial para ter visibilidade. Neste blog já citei a imagem que Abdul-Bahá dá do equilibrio que é necessário para que a Humanidade possa desenvolver-se. Espero, sinceramente que o PÁSSARO que é a Humanidade, possa fortalecer-se e começar a ensaiar o vôo.

No dia em que já não for preciso comemorar O DIA INTERNACIONAL DA MULHER, concerteza vamos ser todos muito mais felizes!

Enquanto isso não acontece, espero que este dia não se fique pela oferta de flores às mulheres porque o que as mulheres querem e têm direito mesmo, é adquirir o estatuto de maioridade total que lhe é devido e serem parceiras, em tudo, dos Homens para bem da sociedade humana!

A todos os Homens e a todas as Mulheres que me lerem, espero que este dia possa ser um dia de reflexão sobre este assunto.

Um abraço, Maria Lagos

6 Comentários:

  • Às 10:30 AM , Anonymous Anônimo disse...

    O homem e a mulher são diferentes, não desiguais. O homem e a mulher completam-se, formam o conjunto perfeito. A humanidade vive desumanizada, porque ao longo dos séculos, a maior parte dela, constituída pelas mulheres, tem sido vilipendiada, explorada, violentada, dominada pela força bruta do bruto macho.
    Neste teu dia, mulher, eu peço-te perdão pelas minhas fraquezas de homem para contigo; presto-te homenagem e mostro-me solidário com a tua digna luta de libertação. Para bem e engrandecimento da humanidade; para bem e engrandecimento do homem e da mulher.
    André Moa

     
  • Às 8:01 PM , Anonymous Anônimo disse...

    Em nome das mulheres que, como eu, anseiam pela justiça, agradeço a este grande homem, meu amigo e excepcional poeta, toda a força, toda a coragem que em nome do Homem renovado, incute a todas as mulheres lutadoras de uma causa que é justa e urgente!

    Maria Lagos

     
  • Às 8:01 PM , Anonymous Maestro Rui Pinto disse...

    No sec. XX a grande conquista/evolução das sociedades e da própria espécie humana foi o reconhecimento da condição equalitária da mulher, e do papel fundamental que desempenha nas nossas vidas. Espero sinceramente que neste sec. XXI, essa conquista/evuloção possa não só continuar, mas espalhar-se pelos cantos do mundo onde ainda não chegou. O reconhecimento da condição do próximo como nosso semelhante é a maior prova de inteligência e maturidade que podemos dar a nós próprios.
    Que o Dia Internacional da Mulher possa ser todos os dias!
    Aqui fica um poema lindíssimo como modesto contributo deste homem que Vos adora a todas.

    «As mulheres da minha geração

    escrito por Santiago Gamboa
    Tradução livre de Luiz Augusto Michelazzo




    É o único tema em que sou radical e intolerante, no qual não escuto argumentações:
    As mulheres da minha geração são as melhores e ponto.

    Hoje têm quarenta e muitos, inclusive cinqüenta e tal , e são belas, muito belas, porém também serenas, compreensivas, sensatas e sobretudo diabolicamente sedutoras, isto, apesar dos seus incipientes pés-de-galinha ou desta afetuosa celulite que capitoneam suas coxas, mas que as fazem tão humanas, tão reais.Formosamente reais.
    Quase todas, hoje, estão casadas ou divorciadas, ou divorciados e recasadas, com a intenção de não se equivocar no segundo intento, que às vezes é um modo de acercar-se do terceiro e do quarta intento.Que importa?
    Outras, ainda que poucas, mantém um pertinaz celibatarismo e o protegem como a uma fortaleza sitiada que, de qualquer modo, de vez em quando abre suas portas a algum visitante.Que belas são, por Deus, as mulheres da minha geração!

    Nascidas sob a era de Aquário, com a influência da música dos Beatles, de Bob Dylan,

    de Lou Reed, do melhor cinema de Kubrick e do início do boom latino-americano, são seres excepcionais.
    Herdeiras da revolução sexual da década de 60 e das correntes feministas,

    que entretanto receberam passadas por vários filtros, elas souberam combinar liberdade com coqueteria,

    emancipação com paixão, reivindicação com sedução.

    Jamais viram no homem um inimigo, apesar de que lhe cantaram umas quantas verdades,

    pois compreenderam que se emancipar era algo mais que colocar o homem para esfregar o banheiro

    ou trocar o rolo de papel higiênico, quando este tragicamente se acaba,

    e decidiram pactuar para viver em dupla, essa forma de convivência que tanto se critica,

    porém, que com o tempo, resulta ser a única possível, ou a melhor, ao menos neste mundo e nesta vida.

    São maravilhosas e têm estilo, mesmo quando nos fazem sofrer, quando nos enganam ou nos deixam.

    Usaram saias indianas aos 18 anos, enfeitaram-se com colares andinos,

    cobriram-se com suéteres de lã e perderam sua parecença com Maria, a Virgem,

    em uma noite louca de sexta-feira ou de sábado, depois de dançar El raton,

    com algum amigo que lhes falou de Kafka, de Gurdjieff e do cinema de Bergman.
    No fundo de suas mochilas havia pacotes de Pielroja, livros de Simone de Beauvoir e

    fitas de Victor Jara, e ao deixar-nos, quando não havia mais remédio senão deixar-nos,

    dedicavam-nos aquela canção de Héctor Lavoe,que é ao mesmo tempo um clássico do

    jornalismo e do despeito, e que se chama.Teu amor é um jornal de ontem.

    Falaram com paixão de política e quiseram mudar o mundo, beberam rum cubano e

    aprenderam de cor canções de Silvio Rodriguez e Pablo Milanez,

    conheceram os sítios arqueológicos, foram com seus namorados às praias,
    dormindo em barracas e deixando-se picar pelos pernilongos, porque adoravam a liberdade e,

    sobretudo, juraram amar-nos por toda a vida, algo que sem dúvida fizeram e que hoje continuam

    fazendo na sua formosa e sedutora madurez.

    Souberam ser, apesar da sua beleza, rainhas bem educadas, pouco caprichosas ou egoístas.
    Deusas com sangue humano.O tipo de mulher que, quando lhe abrem a porta do carro para que suba,

    se inclina sobre o assento e, por sua vez, abre a do seu acompanhante por dentro.
    A que recebe um amigo que sofre às quatro da manhã, ainda que seja seu ex-noivo,

    porque são maravilhosas e têm estilo, ainda quando nos façam sofrer, quando nos enganam ou nos deixam, pois seu sangue não é tão gelado o suficiente para não nos escutar nessa salvadora e última noite,

    na qual estão dispostas a servir-nos o oitavo uísque e a colocar, pela sexta vez, aquela melodia do Santana.

    Por isso, para os que nascemos entre as décadas de 40 e 60, o dia da mulher é, na verdade,

    todos os dias do ano, cada um dos dias com suas noites e seus amanheceres,

    que são mais belos, como diz o bolero, quando está você.

    Que belas são, por Deus, as mulheres da minha geração!»

     
  • Às 11:10 PM , Anonymous Anônimo disse...

    Caramba! O meu querido Maestro Rui Pinto surpreendeu-me agora não só com uma bela peça própria como com um excelente poema! Isto não é um Ave Verum! Isto é um Alleluia! Parabéns ao Maestro porque não só é bom a reger como escreve bem e sobretudo pensa muito melhor! Foi um belo fim de dia para o dia cuja comemoração é sempre estranha para mim! Um grande beijinho DAD

     
  • Às 11:15 AM , Anonymous Anônimo disse...

    Pá! Tu continuas a ser igual a ti mesma! Sempre te ouvi falar contra os dias internacionais; porque é que nunca te meteste na política? Tinhas dado uma boa deputada! Estou a brincar; já sei que não te meterias nisso. Olha, gostei do que escreveste e também dos comentários que fizeram os teus comentaristas. Tens sorte que os teus amigos machos são todos fixes e só dizem bem das mulheres, incluindo eu, claro! Beijinho A.G.

     
  • Às 9:38 PM , Blogger Henrique Antunes disse...

    Os dis são iguais às noites!
    O dia de mulher, o dia do Pai, o dia da Mãe......mas porque não inventaram o dia do Homem do Rapaz do Menino do BeBé...
    Só se na altura se lembraram de que "FILHO ÉS PAI SERÁS".
    Estou só a brincar.
    O dia da mulher é importante porque antigamente as Mulheres trabalhavam como escravas para serem olhadas um pouco, é de facto a libertação.............

    Um grande beijo do sobrinho Henrique Antunes.

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

 
Bem aventurado é o lugar,a casa e o coração e bem aventurada a cidade, o refúgio, a caverna e o vale, o prado e a ilha, onde se haja feito menção de Deus e celebrado o Seu louvor! - Bahá'u'lláh -